Unidades de investimento mais baixo e vendas diretas devem ser apostas no próximo ano; bem-estar e alimentação saudável estão entre os setores quentes.