O indicador de confiança do consumidor está no nível mais alto em cerca de uma década, mas não tente dar essa boa notícia aos executivos das redes.