Redes varejistas de moda apresentaram melhora no desempenho do 2o trimestre devido a um início de recuperação do consumo e à melhoria na gestão.