Estoques em alta e consumo em baixa formam "tempestade perfeita" para o setor