Redes atribuem os cortes ao 'cenário econômico'; comércio teve no 1º trimestre o pior desempenho para o período desde 2003.