Estudo indica que empresas brasileiras do setor investem na criação de mecanismos de controle, mas ainda estão longe da profissionalização da gestão.