Mudança chega em momento no qual a Cnova revela problemas de gestão e roubos em seus Centros de Distribuição que geraram perdas de R$ 110 milhões