Crise, economia, diminuição de gastos sempre geram “dó de si”. Oportunidade para a empresa se posicionar como um “desvio hedônico planejado”.