Estamos vivendo uma era na qual a conveniência parece ser mais fundamental do que nunca, especialmente nas relações comerciais.