Varejo: para as empresas, a regra agora é fazer o cliente pagar pela entrega e diminuir o custo logístico, que representa de 5% a 10% do faturamento.