“Já era tempo de aparecer uma instância onde o todo do varejo pudesse estar presente. De fato, as fronteiras de qualquer assunto não tem mais contorno definido, pois o que importa mesmo são as conexões, a rede formada pelo relacionamento entre as populações de conteúdo.

O mercado deixou de ser, desde a virada do século XX, um local bem definido, onde a concorrência era clara, onde sapato era comparado com sapato, restaurante com restaurante, carro com carro, o produto de um com o mesmo produto do outro. Agora, no Brasil, temos um caldo de cultura que alimenta populações inteiras emergentes, ávidas por realizar todos os sonhos que cabem nas mentes iluminadas, muito maiores que os dinheiros nas contas-corrente. Isso mesmo, queremos ‘ser’ tudo o que podemos desejar.  O “ter” não é mais o que nos realiza, são as nossas escolhas.

O Negócio do Varejo representa bem este espírito de nosso tempo, esta ideia de que ‘você é o que seja capaz de querer ser’.  Acabou-se o tempo de que “você é o que possui”.

Parabéns! Eu compartilho!”

João Batista Ferreira
Diretor de Comunicação - Retail Design Institute