Empresa decide abandonar as passarelas e rasgar o modelo de negócio que ela mesma ajudou a criar. Agora, quem definirá suas vitrines é o consumidor.